África Monitor

Acesso Livre

Manuela Ferreira

Acordo para formar governo inclusivo na Guiné-Bissau

Acordo para formar governo inclusivo na Guiné-Bissau Os dois maiores partidos da Guiné-Bissau, o PAIGC e o PRS, chegaram sexta-feira a acordo sobre a viabilização de um governo, incluindo várias formações políticas e que manterá como primeiro-ministro o actual chefe do Governo, Rui Barros.

No Executivo acordado, o PAIGC terá oito ministérios e três secretarias de Estado, o Partido da Renovação Social (PRS) seis ministérios, o PRID um ministério, o PND uma secretaria de Estado e a AD uma secretaria de Estado.

A assinatura do acordo decorreu na presença dos representantes da União Africana, Ovídio Pequeno, e do secretário-geral da ONU, José Ramos Horta.

A representação da União Europeia na Guiné-Bissau emitiu já um comunicado em que se congratula com o acordo.